Um dos líderes do grupo ligado à Al-Qaida responsável por ataques na Tunísia foi abatido pelas forças de segurança, juntamente com outros quatro militantes, de acordo com informações oficiais divulgadas no sábado.

“O teste de ADN confirmou que Mourad Gharsalli foi morto ontem [sexta-feira]”, disse o porta-voz presidencial, Moez Sinaoui, através da sua conta de Twitter.

O ministro do Interior já tinha dito que cinco “terroristas” tinham sido mortos a tiro na sexta-feira, na região de Gafsa, no centro do país.