As autoridades japonesas elevaram hoje para 50 o número de mortos nos devastadores deslizamentos de terras, em Hiroshima, no sudoeste do país.

As operações de busca têm avançado lentamente devido aos receios de que novas chuvas torrenciais desencadeiem novos desmoronamentos em contrarrelógio para encontrar 38 pessoas que continuam desaparecidas quatro dias depois de fortes deslizamentos, informou a polícia da cidade de Hiroshima.

Cerca de 3.000 bombeiros, polícias e soldados estavam envolvidos nas operações de resgate, suspensas esta madrugada precisamente devido às chuvas, informou a televisão pública NHK.