A polícia russa procura três pacientes da unidade psiquiátrica de um hospital militar de São Petersburgo que fugiram depois de alegadamente terem matado duas enfermeiras, informaram as autoridades esta terça-feira.

Depois de encontrar os corpos das duas mulheres na passada noite, o pessoal do hospital deu pela falta de três pacientes que estavam internados na ala psiquiátrica do hospital militar que alegadamente mataram as duas enfermeiras e colocaram-se em fuga, de acordo com uma nota do Ministério da Defesa.

Um porta-voz da polícia indicou à agência Interfax que um dos suspeitos é estudante da Academia Militar Espacial Mozhaiski.