'O que a minha mãe reconheceu naquela época - e que eu entendo agora - é que esta a dor é a experiência mais dolorosa que qualquer criança ou pai pode suportar".



"Fez vinte e um anos no mês passado que a minha mãe participou no lançamento da «Child Bereavement Charity» (...) Quinze anos depois, tive a honra de ser convidado para ser o Patrono desta instituição de modo a continuar o compromisso da minha mãe para este local de caridade que me diz muito (...) ela estava determinada a ajudar aqueles que se encontravam em necessidade e de certeza que se sentiu muito orgulhosa - como eu me sinto - de tudo o que estas crianças órfãs alcançaram nestes últimos 21 anos”.

"Esta noite estamos a celebrar a enorme diferença, no sentido positivo, que esta instituição tem feito pelas famílias enlutadas em todo o país. Quando muitas pessoas ficam sem rumo quando perdem um amigo, a equipe da CBUK está pronta para abraçar estranhos no momento mais negro das suas vidas. Eu testemunhei em primeira mão a diferença que a CBUK fez - e continua a fazer – pela vida das famílias enlutadas.”
















"Foi bom para recebê-lo. Temos boas lembranças da passagem dele por aqui. Foi um dos convidados mais acessíveis que já tivemos."