O comandante-geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Jorge Khalau, disse esta terça-feira que a polícia encontrou um esconderijo de armas em casa do pai de Afonso Dhlakama, líder da Renamo, mas este partido desmentiu.

Em declarações à imprensa, o comandante-geral da PRM afirmou que a incursão resultou numa alegada desativação de um esconderijo de armas no local.

«Essas armas escondidas em residências são as que nos matam. É nossa tarefa, nós como membros da Defesa e Segurança, receber a informação e ir buscar as armas para que se evitem esse ataques», afirmou Jorge Khalau.