A mulher de um proprietário de uma fábrica de gelo em Maputo, foi raptada esta quinta-feira à porta da unidade, nos arredores da capital moçambicana, elevando para quatro o número de casos registados esta semana.

De acordo com uma testemunha citada pela Agência de Informação de Moçambique (AIM), cinco indivíduos, armados de espingardas AKM (variante de AK-47 Kalashnikov) sequestraram a mulher depois de terem disparado tiros de intimidação.

«Ela estava no banco de trás da sua viatura, quando eles chegaram e dispararam um tiro para o ar, para intimidá-la, mas ela não cedeu, resistiu. Foi quando dispararam mais um tiro e partiram o vidro do carro, onde a senhora se encontrava e a tiraram-na à força», disse uma outra testemunha, citada pela Lusa.