A história de Milla Star Bizzotto pode ser uma lição para muitos. Com apenas nove anos, Milla completou uma corrida de extrema dificuldade desenhada para marines - a BattleFrog 24 horas Xtreme - que consiste numa percurso de oito quilómetros com 25 obstáculos e uma prova de natação de 48 quilómetros.

 

De acordo com o Miami Herald, a pequena atleta não só completou a corrida, como foi a única pessoa com menos de 18 a participar. Em declarações à mesma publicação, Milla conta que decidiu acabar com os tempos em que foi vítima de bullying e que foi por isso que se virou para o desporto.

"Não quero ser mais vítima de bullying. Sei como me defender agora. E amo o que faço e quero fazê-lo para sempre. Eu não quero jogar consola. Eu não quero andar de Hoverboard. Eu não quero tornar a minha vida mais fácil. Quero estar confortável estando desconfortável. Tenho um corpo e isto é tudo o que eu quero e gosto"

Milla completou a corrida com a ajuda do pai, Christian Bizzotto, que a tem ajudado a completar outras provas.

"Ela arrasou! Estava convencido que a corrida a ia derrotar e queria provar-lhe que era mais difícil do que ela pensava. Mas quando terminámos, tudo o que ela queria era fazer outra".

Para se preparar para as provas, a atleta de nove anos treina três horas por dias, cinco vezes por semana e já deixou o aviso de que não pensa desistir.

Empenhada, Milla criou uma página no GoFundMe para ajudar a pagar os custos do equipamento e treinos para as próximas provas e não só, uma vez que quer tornar a sua mensagem contra o bullying bem visível.

"Quero inspirar a geração #InspirationForTheIPadGeneration. Quero inspirar as crianças a comer melhor e a irem para a rua brincar. Quero que as crianças se defendam dos bullies. Eu fui vítima e agora sou anti-bully. Somos todos de diferentes formas e tamanhos, precisamos de amar o nosso corpo"