As autoridades da Tailândia apreenderam 34 milhões de bath (cerca de 800 mil euros) de redes ligadas ao tráfico de imigrantes na região, informou esta sexta-feira a imprensa local.

O chefe do departamento contra a lavagem de dinheiro, Sihanart Prayoorat, disse que quatro milhões de bath (cerca de 105 mil euros) correspondiam ao general Manas Kongpan, o oficial com a patente mais elevada investigado por alegado envolvimento em tráfico humano.

Manas entregou-se a 03 de junho na central da Polícia Nacional em Banguecoque, um dia depois de um tribunal de Songkhla ter emitido uma ordem de prisão contra o general.