Um total de 5.809 migrantes e refugiados entrou na Hungria no domingo, batendo o recorde do dia anterior que tinha sido estabelecido em 4.330 pessoas, informou esta segunda-feira a polícia húngara.

A grande vaga de migrantes entrou na Hungria um dia antes da entrada em vigor de legislação mais severa, que determina que as pessoas que entrem ilegalmente naquele país da União Europeia podem ser presas.

No sábado terão entrado na Hungria cerca de 4.330 pessoas que fogem da guerra e da pobreza dos países do Médio Oriente e da Ásia, vindas da Sérvia, segundo a polícia húngara.

Os refugiados, na sua maioria oriundos da Síria, Iraque e Afeganistão, entraram através da fronteira de Röszke, onde o Governo húngaro tinha uma barreira de arame farpado e que agora está a reforçar com um muro de quatro metros de altura que deverá estar concluído muito brevemente.