O naufrágio de um barco pneumático com refugiados e migrantes, ao largo da Líbia, levou ao desaparecimento de 84 dos seus ocupantes, segundo testemunhos de outros 26 que foram recolhidos por uma embarcação, informa uma entidade internacional.

O porta-voz da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Flavio Di Giacomo, publicou na sua conta ‘Twitter’ que "26 migrantes [foram] salvos no mediterrâneo depois de um naufrágio: segundo testemunhas recolhidas pela OIM, 84 pessoas estão desaparecidas".

A agência noticiosa France Presse (AFP), que divulgou a informação, não conseguiu contactar Flavio Di Giacomo, mas as autoridades italianas receiam o desaparecimento de dezenas de pessoas depois do naufrágio desta embarcação, na sexta-feira, a cerca de quatro milhas (7,4 quilómetros) ao largo da cidade líbia Sabrata.