A família de Soledad Mexia, que aos 114 anos era a mulher hispânica mais velha do mundo e a mexicana que idade mais avançada atingiu na história, confirmou esta quarta-feira à agência Efe a sua morte a 30 de agosto.

«A causa (da morte) foi insuficiência respiratória. Começou a sentir-se muito débil e os médicos não conseguiram estabilizá-la», explicou à Efe Rosalía Ferreira, neta de Soledad Mexia que tinha completado 114 anos a 13 de agosto.

Soledad Mexia foi uma das poucas centenárias que chegou a ultrapassar a barreira do 110.º aniversário, nasceu a 13 de agosto de 1899 no estado mexicano de Sinaloa, norte do país, e adquiriu a cidadania norte-americana quando completou 100 anos.