O governo da Coreia do Sul declarou hoje "virtualmente acabado" no país o surto do novo coronavírus, ao cumprirem-se 15 dias sem novos casos da doença, que causou 35 mortos desde finais de maio.

O ministério dos Negócios Estrangeiros sul-coreano convocou representantes das embaixadas estrangeiras em Seul para comunicar que "o surto está virtualmente acabado e não existem riscos de contrair o vírus" no país, disse à agência noticiosa espanhola EFE um diplomata espanol que esteve na reunião.
 

"O governo quis transmitir tranquilidade à comunidade internacional, deixar claro que a segurança dentro e fora dos hospitais é total", afirmou o diplomata, que a EFE não identificou.