O Nobel de James Watson, o «pai do ADN», foi vendido em leilão por quase quatro milhões de euros sensivelmente, feito o câmbio. Um valor elevado para uma medalha de ouro, mas com um valor simbólico muito maior, dada a importância da descoberta feita por aquele cientista: o código genético presente nos seres vivos.

A Christie’s vendeu ainda o bloco de notas de Watson no leilão desta sexta-feira.

É a primeira vez que um laureado com o prémio Nobel coloca a medalha à venda ainda em vida, refere a BBC.
James Watson, com 86 anos, ganhou o prémio em 1962, juntamente com Maurice Wilkins e Francis Crick.

Watson anunciou que vai doar parte do dinheiro a instituições de solidariedade.

O cientista revelou numa entrevista ao «Financial Times» as razões que o levaram a decidir vender a medalha ganha há mais de 50 anos. James Watson considerava ter sido tratado com «desumanidade» após ter dado uma entrevista ao «Sunday Times» em que relacionava raça com inteligência.