Uma nova tempestade volta a varrer o norte de Espanha na sexta-feira, prevendo-se chuva, neve e vento com rajadas, que vão afetar sobretudo a região da Galiza, onde são esperadas ondas até oito metros.

A Agência Meteorológica do Estado (AEMET) advertiu para a possibilidade, na sexta-feira, de chuvas fortes na Galiza, queda de neve no extremo norte peninsular e vento forte com rajadas muito fortes nas Canárias.

O AEMET prevê que o mau tempo vai dar uma trégua no domingo.

Como tem acontecido nos últimos dias, a Galiza volta a ser a região mais afetada de Espanha, tendo a Direção-Geral de Emergência de Santiago de Compostela acionado, a partir da madrugada de sexta-feira, o nível laranja devido às rajadas de vento até 110 quilómetros e às ondas de oito metros de altura.

Devido ao temporal, a comissão escolar da Galiza determinou que, na sexta-feira, vão estar suspensas as atividades no exterior das instalações escolares.

As sucessivas tempestades das últimas semana levaram ao aumento do número de mamíferos marinhos encalhados na costa da Galiza. Mais de 130 desde janeiro, quando a média anual é cerca de 280, incluindo golfinhos, baleias, focas e tartarugas.

O presidente da Coordenação para o Estudo dos Mamíferos Marinhos, que colabora com a Direção-Geral da Conservação da Natureza, explicou que já chegaram a ficar encalhados, num só dia, 14, classificando o sucedido como «algo extraordinário».

Também relacionado com as tempestades do mar está o aparecimento, em diferentes zonas da costa galega, de espécies de água-viva e caravelas portuguesas, e tartarugas, cujos habitats são águas mais quentes.