O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, considerou Marcelo Rebelo de Sousa "um profundo defensor da integração europeia", esta segunda-feira, dia em que se celebra a Europa.

Schulz fez referência ao discurso do Chefe de Estado português quando esteve no Parlamento Europeu, a 12 de abril, para reafirmar o empenho de Portugal na construção europeia. Durante a visita, o PR afirmou que “não há uma realidade Europa de um lado, Portugal do outro. Nós e eles somos todos nós”.

Faço parte de uma geração em que a integração na Europa era um sonho inseparável da Justiça Social, da Democracia e dos Direitos Humanos. A Europa de que sonhei, a Europa com que sonhei, que triunfou tantas vezes perante a totalitarismo e a barbárie, também superará o fanatismo religioso”, disse Schulz, citando as palavras escolhidas por Marcelo Rebelo de Sousa, no discurso do dia 12 de abril.

Para o presidente do Parlamento Europeu, o Chefe de Estado português é “um profundo defensor da integração europeia”. Schulz afirmou ainda que é preciso ter a sua “coragem, confiança e clarividência” para unir os Estados na “luta pela Europa”.

Este homem, um profundo defensor da integração europeia, que proferiu esta frase aqui, nesta sala, teve uma maioria esmagadora na primeira volta e foi eleito Presidente do seu país. Um sinal de que a Democracia não é contra a Europa mas sim a favor da Europa, e assim se podem vencer eleições. Devemos ter a coragem, a confiança e a clarividência deste homem e devemos lutar pela Europa”, frisou Martin Schulz.

O Presidente do Parlamento Europeu também disse, esta segunda-feira numa entrevista, que a Europa é uma "bicicleta sem ar nos pneus" e receia que a união fique mais fraca devido às crises que atingem o continente europeu.