O emissário dos Estados Unidos para o Médio Oriente, Martin Indyk, que tentou sem sucesso relançar o diálogo israelo-palestiniano, apresentou a demissão, anunciou esta sexta-feira o departamento de Estado norte-americano.

Indyk retoma o cargo como vice-presidente do Centro de Reflexão de Brookings, que desenvolve a atividade na área da Diplomacia e das Relações Internacionais, precisou a mesma fonte.

O ex-emissário continuará a «trabalhar em estreita ligação» com o secretário de Estado John Kerry e a administração do presidente Barack Obama, sobre a situação naquela região do globo, adianta a AFP.