Milhares de pessoas manifestaram-se esta terça-feira, em Londres, contra a proposta do primeiro-ministro britânico de lançar ataques na Síria contra o autodenominado Estado Islâmico.

O protesto aconteceu precisamente na véspera de uma votação parlamentar sobre o tema.

Os manifestantes desfilaram ao final da tarde perto do parlamento, em Westminster, no centro da capital, seguindo para as sedes dos partidos dos conservadores e dos trabalhistas, constatou a agência noticiosa AFP no local.

“Não aos bombardeamentos na Síria” e “David Cameron, tem vergonha!”, foram algumas das palavras de protesto.

Entre os cartazes, podia ler-se “Parem a guerra”.

David Cameron defende que é preciso "atingir os terroristas no coração” e que combater o grupo extremista é uma questão de “interesse nacional”.