Os Estados Unidos concluíram que o Presidente russo, Vladimir Putin, e a Rússia são os culpados pela queda do avião da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo. O anúncio foi feito pelo porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, esta sexta-feira, em conferência de imprensa.

«Concluímos que Vladimir Putin e os russos são os culpados desta tragédia», declarou.

O incidente ocorreu a 17 de julho, quando o avião, um Boeing-777 que fazia a ligação entre Amesterdão e Kuala Lumpur, se despenhou depois de ter sido abatido por um míssil.

Earnest destacou que a Rússia enviou armas pesadas para os separatistas no leste da Ucrânia.

«Esses separatistas, que são apoiados pelos russos, receberam treino para usar esses sistemas, incluindo os sistemas antimísseis e, segundo informações nas redes sociais, esse armamento inclui o sistema SA-11», justificou.

O porta-voz do governo norte-americano adiantou ainda que os Estados Unidos querem que a Rússia seja penalizada pelas suas ações. Para isso, os norte-americanos já estão a coordenar «uma resposta» com a comunidade internacional, informou Earnest sem avançar detalhes.