Os palestinianos nunca vão reconhecer Israel enquanto «Estado judeu», afirmou hoje o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, depois de a sua liderança ter sido pressionada a agir após Israel ter suspendido as negociações de paz, avançou a AFP.

«Em 1993 reconhecemos Israel», disse Abbas a membros do Conselho Geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), acrescentando que os palestinianos não devem ser forçados a dar mais um passo ao reconhecer a identidade religiosa de Israel.

O reconhecimento enquanto «Estado judeu» foi imposto por Israel durante as negociações de paz, que foram interrompidas depois de a OLP ter assinado um acordo de reconciliação com o movimento islamita Hamas, o qual não reconhece o direito de existência ao Estado israelita.