Os cingaleses deram esta manhã início à votação para as eleições parlamentares em que Mahinda Rajapakse espera ser eleito primeiro-ministro, oito meses depois de perder a presidência do Sri Lanka.

As urnas abriram às 07:00 (02:30 em Lisboa), com a votação a decorrer durante nove horas sob apertadas medidas de segurança, envolvendo 74.000 polícias e forças paramilitares.

Centenas de eleitores fizeram esta manhã fila junto às 12.300 assembleias de voto distribuídas por todo o país.

Recorde-se que Mahinda Rajapakse, antigo Presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapakse, foi derrotado nas presidenciais de janeiro. Na altura foi acusado pelo Governo de ter planeado um golpe de Estado para permanecer no poder. Candidatava-se a um terceiro mandato.
 

«Desminto de forma categórica as alegações sobre tentativas de utilizar o exército para influenciar os resultados eleitorais», afirmou Rajapakse no Twitter, sublinhando ter aceitado o veredito das urnas antes da proclamação dos resultados.