Mahinda Rajapakse, 

«Desminto de forma categórica as alegações sobre tentativas de utilizar o exército para influenciar os resultados eleitorais», afirmou Rajapakse no Twitter, sublinhando ter aceitado o veredito das urnas antes da proclamação dos resultados.