É uma lição de vida e sobrevivência dada por um menino de apenas dois anos. Gao Qinbao mastiga a comida e coloca-a na boca da mãe tetraplégica, como se de um pássaro se tratasse.

Em 2010, a mãe, Zhang Rongxiang, teve um grave acidente de viação na província de Jiangsu, na China. Com um prognóstico reservado, os médicos não acreditavam que a chinesa pudesse sobreviver. Foi então que descobriram que a mulher estava grávida e que o bebé não tinha sofrido lesões. Gao cresceu na barriga da mãe apesar desta se encontrar em coma e, só após cinco meses, foi feita a cesariana.

Zhang Rongxiang esteve em coma até maio deste ano, altura em que acordou com o som da voz do filho. Um amor incondicional de um bebé que esteve sempre ao lado da mãe adormecida e que agora é ele que a alimenta, como conta o «Daily Mail» citando os meios de comunicação locais.

Uma pirâmide invertida do amor entre uma mãe e um filho.