Uma mãe em luto diz ter recuperado um pouco de «fé na humanidade», depois de um assaltante ter devolvido um computador portátil roubado, com fotografias da filha, que tinha morrido há pouco tempo.

O computador foi roubado em Bangor, na Irlanda do Norte, poucos dias depois do funeral da filha de Lynda McCance, Chloe, e continha uma apresentação sobre a história da menina de 8 anos, produzida pela empresa funerária, com fotografias e um verso escrito em memória da sua vida.
 


Este sábado, Lynda afirmou publicamente no Facebook que aceitaria o computador de volta, «sem perguntas», explicando o seu «precioso» valor sentimental, e ofereceu ainda uma recompensa a quem o devolvesse.

No domingo, pela mesma rede social, fez saber que o seu Acer cinzento lhe tinha sido devolvido e agradeceu aos seus amigos por terem espalhado a mensagem.

«Quero dizer um grande obrigado a todos pelas partilhas das minhas publicações, pelas mensagens enviadas, dinheiro doado e tudo o mais. Todos vocês me ajudaram a restaurar um pouco de fé na existência de pessoas decentes… Agora tenho o meu computador de volta, muito obrigada a todos pelo apoio», lê-se na sua página de Facebook.

Na noite do assalto, a mãe da pequena Chloe, que sofria de uma rara doença degenerativa, «Doença de Batten», tinha saído para fazer tatuagens em homenagem à filha e, quando regressou a casa, estava tudo revirado.