Mais de 11 mil imigrantes desembarcaram em Itália nos últimos seis dias e outras centenas estão a chegar hoje à costa italiana, declarou a polícia marítima do país europeu.

Mais de 300 imigrantes, entre os quais 45 mulheres e 23 crianças, partiram da costa líbia antes de serem resgatados do mar, hoje de manhã, pela polícia marítima italiana, tendo sido levados para Pozzallo, na Sicília.

Além disso, uma mulher morreu na explosão de um cilindro de gás numa embarcação que levava mais 90 imigrantes, ficando outras 15 pessoas também feridas neste incidente.

As pessoas desta embarcação foram levadas para Lampedusa, uma ilha italiana que fica ao largo da Tunísia.

Aproveitando-se do caos vivido na Líbia e do bom tempo nos últimos dias, os imigrantes multiplicam-se na costa italiana.

Hoje também, a marinha da Itália recuperou o pesqueiro italiano «Airone», que supostamente teria sido sequestrado durante a madrugada na costa da Líbia.

Segundo um comunicado da marinha italiana, o pesqueiro foi sequestrado «supostamente por um rebocador das forças de segurança líbias quando estava a 90 quilómetros a noroeste de Misrata».