Um grupo de ex-rebeldes disse esta quinta-feira ter «detido» o primeiro-ministro líbio, Ali Zeidan, depois de este ter sido sequestrado de um hotel em Tripoli durante a madrugada por homens armados.

A Célula de Operações de Revolucionários, que deve reportar em princípio aos Ministérios da Defesa e do Interior líbios, informou no Facebook de que sequestrou Zeidan «sob ordens do Ministério Público».

O primeiro-ministro «foi detido no âmbito do Código Penal líbio sob instruções do Ministério Público», alega o grupo.