Uma bomba matou pelo menos quatro pessoas e feriu 20 em Beirute, no Líbano. O atentado voltou a atingir o sul da cidade, zona de forte presença do Hezbollah.

É a segunda vez em duas semanas que esta zona é atingida.

O envolvimento do Hezbollah na guerra da Síria tem resultado no aumento da violência sectária dentro do Líbano.

Grupos sunitas e o partido xiita de Hassan Nasrallah já não combatem apenas na Síria e na fronteira entre os dois países.

O Líbano é de novo palco de velhos ódios ressuscitados pelo conflito sírio.