A obra de Pablo Picasso, «O Resgate», pintada em 1932, foi vendida por mais de 31 milhões de dólares (mais de 22 milhões de euros) num leilão em Nova Iorque, superando em dobro as expetativas de venda.

Segundo a «AFP», era previsto que o quadro arrecadasse entre 14 (10ME) a 18 milhões de dólares (perto de 13ME), esta quarta-feira, um dia depois de outra obra de Picasso, «O retrato de Dora Maar», ter sido vendida por mais de 22 milhões (mais de 16 milhões de euros).

«O Resgate» fazia parte de 14 obras de Picasso oferecidas pela Sotheby para o leilão sobre impressionismo e arte moderna, e no total foram vendidas oito peças que renderam mais de 44,5 milhões de euros.

No entanto, o quadro «Cabeça de Marie-Therese», avaliado entre 15 a 20 milhões de dólares e que se esperava ser um dos artigos mais pretendidos, acabou por não encontrar comprador.

Com a venda destas e outras peças, onde se incluem trabalhos de Henri Matisse e Claude Monet, a Sotheby anunciou ganhos de 219 milhões (157 milhões de euros).