Uma carta que se acredita ter sido escrita pelo assassino em série conhecido como 'Jack, o Estripador' em 1888 foi vendida segunda-feira por 25 mil euros (22 mil libras) numa casa de leilões de Folkestone (sudeste de Inglaterra).

A carta data de 29 de outubro de 1888, onze dias antes do assassinato de Mary Kelly, que se supõe ter sido a última vítima mortal do assassino.

Há duas mulheres que quero aqui. A minha faca está em bom estado, é uma faca para estudantes e espero que gostem de rim. Sou Jack, o Estripador", lê-se na carta que o assassino enviou a um posto de polícia de Londres.

Um colecionador britânico venceu a licitação, que estimava um preço de venda da carta entre os 600 e as 900 libras (entre 681 e 1.022 euros).

Segundo Jonathan Riley, responsável da casa de leilões Grand Auctions, o preço de venda "mostra o interesse que existe por Jack, o Estripador".

A carta pertenceu a um guarda da Polícia Metropolitana de Londres, que a entregou como prenda quando se reformou em 1966 e foi a sua viúva que decidiu leiloar o documento.

O caso de Jack o Estripador continua a ser um dos maiores mistérios sem solução, depois de o assassino ter morto cinco mulheres entre agosto e novembro de 1888, sem que nunca se tenha conhecido a identidade do autor dos crimes.