Laura Dekker, uma holandesa de 14 anos de idade, partiu este sábado de Portugal para uma volta ao mundo em vela a solo.

Citado pela Associated Press (AP), o seu agente, Peter Klarenbeek, disse que Laura Dekker desembarcou este sábado apesar das fracas condições do vento de um porto português que não quis especificar «porque ela não queria falar aos jornalistas».

Peter Klarenbeek disse ainda que a velejadora de 14 anos estava bem-humorada na partida para a sua viagem de circum-navegação.

A jovem velejadora deveria ter partido de Portimão, cidade onde se juntaram elementos da Imprensa de todo o mundo, mas até às 12:00 ninguém a avistou ou ao seu veleiro «Guppy».

O patrocinador da viagem, Ferry Dammers apareceu em Portimão com uma insígnia publicitária para colocar no veleiro, mas já não encontrou Laura.

«Estou desapontado, tenho aqui o 'banner' mas quando falei com o agente ele informou-me que Laura já tinha partido», disse Ferry Dammers à AP.

A primeira paragem de Laura será nas Canárias ou na Madeira, consoante os ventos, e a viagem vai terminar em Portugal.

A jovem holandesa vai navegar no «Guppy», um iate de 11,5 metros. Nas primeiras milhas será acompanhada pelo pai, porque a lei portuguesa não permite que uma menor veleje sozinha.

A viagem já levantou muita polémica e a justiça holandesa chegou mesmo a retirar a custódia da jovem aos pais sob o argumento de que a viagem era demasiado perigosa.

Laura nunca se conformou e até fugiu para as Antilhas Holandesas durante alguns dias.

Para acalmar os receios das autoridades, Laura arranjou um barco maior, frequentou cursos de primeiros socorros e preparou-se para aguentar a falta de sono. Os juízes cederam no mês passado e autorizaram a viagem de Laura.

Se tudo correr como previsto, Laura Dekker estará de volta a Portugal daqui a um ano e será a pessoa mais jovem que alguma vez deu a volta ao mundo à vela sozinha.