O jornal oficial ucraniano Golos Ukrainy publicou esta terça-feira as leis que endurecem as sanções contra os manifestantes, o que significa que estas entram em vigor, depois de a sua aprovação ter gerado violentos confrontos em Kiev.

Golos Ukrainy (A Voz da Ucrânia), o jornal do parlamento, publicou hoje os diplomas que preveem penas até cinco anos de prisão para os manifestantes que estão acampados há dois meses no centro de Kiev e os que ocupam edifícios governamentais.

As novas leis proíbem virtualmente qualquer forma de protesto, apesar dos apelos do ocidente e da oposição contra as mesmas devido aos receios de que as autoridades as usem como pretexto para agirem de forma violenta na dispersão de protestos.