«A Kate morreu em casa, tal como queria, no dia 25 de dezembro, às 6.29 horas», escreveu a mãe de Kate, no blogue «The Nuisance», que a filha alimentava há dois anos e onde escrevia sobre a forma como lidava com a doença.

Ainda de acordo com a mãe, Kate morreu ao lado do marido, Billy Boyle, enquanto os filhos desembrulhavam os presentes de Natal.

 

 «Dez minutos antes, o Oscar e o Isaac perguntaram-lhe: 'Já é de manhã?'», pode ler-se ainda no blogue.

 

página do Twitte

«Kate era uma inspiração quando estava entre nós e continuará a ser uma inspiração agora e no futuro», escreveu Blair, «orgulhoso e um privilegiado por ter trabalhado com ela e ter feito parte da sua vida».

Depois de deixar Downing Street, Kate Gross dedicou-se à solidariedade e fundou a Africa Governance Initiative (AGI), que se dedicava a ajudar o continente africano.