O deputado socialista Júlio Chávez propôs esta segunda-feira ao Governo venezuelano a realização de um debate nacional sobre a limitação do uso do Twitter e de outras redes sociais ao «processo de paz» promovido pelo presidente Nicolás Maduro.

«É importante que façamos, no país, um debate sobre a necessidade de que possamos estabelecer um marco referencial para que o uso das redes sociais seja em função da paz e não precisamente da violência», defendeu.

Para Júlio Chávez, o uso das redes sociais deveria estar enquadrado no artigo 60 da Constituição da Venezuela, o qual determina que «a Lei limitará o uso da informática para garantir a honra, intimidade pessoal e familiar dos cidadãos e cidadãs, e o pleno exercício dos seus direitos».