Mais de 100 mil ficheiros com fotografias e vídeos de pornografia infantil foram descobertos no computador do monsenhor Jozef Wesolowski, antigo embaixador do Vaticano na República dominicana, detido por pedofilia, na última terça-feira.

De acordo com o jornal «Corriere della Sera», os ficheiros estava separado por pastas de acordo com o género das crianças. Haveria imagens descarregadas da internet, mas também imagens que as próprias vítimas, entre 13 e 17 anos, teriam sido obrigadas a tirar.

Ainda de acordo com o jornal italiano, mais de 130 vídeos e quase 90 mil fotografias estavam armazenadas no disco rígido do computador. Cerca de 45 mil imagens teriam sido apagadas antes da perícia.

As autoridades suspeitam que o antigo núncio tenha ligações com uma rede internacional de pedofilia, já que há sinais de que contactaria regularmente por mail com outros pedófilos.

Wesolowski aguarda julgamento em prisão domiciliária, por motivos de saúde.