O Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, excluiu esta quarta-feira a realização das primeiras eleições autárquicas no país antes de 2017, ano em que se realizam eleições gerais, advertindo que «é melhor evitar a pressa para não tropeçarmos».

«Penso que devemos trabalhar de forma mais unida e coerente para a concretização deste grande desejo dos angolanos, ao invés de transformarmos este assunto em tema de controvérsia e de retórica político-partidária», apontou José Eduardo dos Santos.

A posição foi transmitida pelo chefe de Estado angolano no discurso sobre o estado da Nação, na Assembleia Nacional, em Luanda, no arranque oficial da terceira sessão legislativa da III Legislatura, iniciada em 2012.