Uma nova erupção vulcânica foi registada na remota ilha japonesa de Nishinoshima, cuja superfície aumentou 12 vezes devido à lava expelida por um vulcão há cerca de ano e meio, informou hoje a guarda costeira nipónica.

O vulcão começou a expelir fumo e lava através de uma cratera diferente da que estava em erupção desde o final de novembro de 2013, segundo as autoridades japonesas, que referiram que a cratera original deixou de evidenciar sinais de atividade na segunda-feira.

Segundo os dados mais recentes, a ilha desabitada, situada no oceano Pacífico a cerca de mil quilómetros a sul de Tóquio, tem uma superfície 12 vezes maior do que antes da erupção vulcânica registada a 20 de novembro de 2013.