A operadora da central nuclear de Fukushima detetou uma fuga de 100 toneladas de água radioativa num tanque que armazena líquido contaminado, ainda que, aparentemente, a fuga não tenha chegado ao mar, disse à Efe um dos seus porta-vozes.

A radiação detetada na água é muito alta, já que segundo dados da Tokyo Electric Power (TEPCO) foram registados 230 milhões de becqueréis por litro de substâncias emissoras de raios beta.

O vazamento, detetado na quarta-feira, aparentemente ocorreu na montagem da tampa superior do tanque.