A polícia japonesa deteve um homem suspeito de ter drogado e abusado sexualmente de mais de 100 mulheres que acreditaram estar a participar num estudo médico, informaram as autoridades e imprensa nipónica.

Detetives disseram que dezenas de mulheres responderam a um anúncio que procurava voluntárias para participar numa «investigação médica para medir a pressão arterial durante o sono», em novembro de 2013.

As autoridades acreditam que Hideyuki Noguchi, de 54 anos, dava sedativos às mulheres depois de as atrair para hotéis.