Dois atentados com viatura armadilhada, quase simultâneos, sacudiram esta sexta-feira Tripoli, no norte do Líbano, causando um número ainda indeterminado de mortos e feridos.

O ministro da Saúde libanês, Ali Hassan Khalil, fala, para já, «em 27 mortos e 358 feridos nos hospitais», de acordo com a Reuters.

As televisões locais mostraram corpos, viaturas em chamas, feridos a serem transportados em braços e edifícios totalmente destruídos.

De acordo com as autoridades, é visível uma grande coluna de fumo negro na cidade do norte do país, a 85 quilómetros de Beirute.

A primeira explosão ocorreu nas proximidades da casa do primeiro-ministro cessante Nayib Mikati.

Fonte do gabinete afirmou que o responsável não se encontrava no local durante a deflagração. A segunda verificou-se perto do porto.