Atualizada às 22:16

As forças israelitas garantem que foram disparados três rockets a partir de Gaza nas últimas horas. Em resposta, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu ordenou um ataque de Israel.

Recorde-se que israelitas e palestinianos tinham acordado prolongar o cessar-fogo até às 24:00 de terça-feira (21:00 GTM) para permitir que as negociações de paz no Cairo continuem.

Os três rockets, alegadamente disparados pelo Hamas, aterraram perto de Beersheba e não causaram vítimas.

«Este ataque foi uma violação grave e direta do cessar-fogo», disse um porta-voz de Netanyahu, citado pela Reuters.

O diário israelita «Haaretz» garante que as negociações que decorriam no Cairo já foram interrompidas e que a delegação de Israel já estará mesmo de regresso ao país.



EUA responsabilizam Hamas

Entretanto, os Estados Unidos afirmaram-se «muito preocupados» com a rutura do cessar-fogo entre israelitas e palestinianos em Gaza e responsabilizaram o grupo islâmico Hamas.

«Estamos preocupados com o que está a ocorrer hoje, condenamos o recomeço dos disparos de rockets e, como dissemos, Israel tem o direito de se defender desses ataques», declarou a porta-voz do Departamento de Estado Marie Harf.

Hamas diz que disparou rockets no aeroporto de Ben-Gurion

O grupo do Hamas afirmou, esta terça-feira, que dispararam 40 rockets contra Israel, um deles contra o aeroporto de Bem-Gurion, perto do principal aeroporto de Tel Aviv.

No entanto, não há relatos de ataques próximos do aeroporto, enquanto os media israelitas reportam que os rockets atingiram a área metropolitana de Tel Aviv.

Rockets matam criança e mulher

Os palestinianos relatam que as primeiras mortes desde a quebra do cessar-fogo foram a de uma menina de dois anos e a de uma mulher, em Gaza, após o ataque aéreo israelita.

De acordo com a Reuters, os palestinianos afirmam que Israel lançou 35 ataques aéreos, um deles numa casa em Gaza, que matou a mulher e a criança.

Israel afirmou que ordenou ataques de retaliação quando os militantes violaram o cessar fogo que terminaria às 21 horas.