Pelo menos 60 pessoas morreram e outras 70 ficaram feridas num ataque com um carro bomba que visava atingir o maior posto de controlo a norte de Hilla, no Iraque. De acordo com um porta-voz da polícia, citado pela Agência France-Presse, há 20 membros das forças de segurança entre as vítimas mortais. 

O grupo Estado Islâmico, que já veio reivindicar a autoria deste ataque, não conseguiu manter as posições a sul da Bagdad desde que as forças de segurança iraquianas, apoiadas por milícias locais, iniciaram a resposta aos ataques jihadistas em finais de 2014.

Em março de 2014, um ataque suicida perpetrado pelo Estado Islâmico provocou a morte a 50 pessoas e ferimentos em mais de 150.