Giovanni di Lorenzo, director do semanário «Die Zeit», revelou num programa de televisão que votou duas vezes nas eleições europeias de domingo, como noticia a BBC esta quarta-feira.

A denúncia do jornalista obrigou à abertura de um processo de fraude eleitoral por parte das autoridades.

Giovanni di Lorenzo tem dupla nacionalidade, italiana e alemã e, foi assim que votou no consulado italiano em Hamburgo e no domingo num secção de voto da sua área de residência.

Wolfgang Schaeuble, o ministro das Finanças de Merkel, outro dos convidados do programa, mostrou-se indignado com a atitude do jornalista, para mais formado em ciência política.

Esta podia ter sido uma reportagem do sua publicação a denunciar fraude eleitoral nas europeias, mas, aparentemente, pela atitude que a BBC reporta, Giovanni di Lorenzo foi apanhado de surpresa, não sabendo que não podia votar duas vezes e acabou por pedir por tê-lo feito.