Stefanía Fernández, Miss Universo 2009 pela Venezuela, resolveu participar numa campanha em defesa da liberdade de expressão e dos direitos humanos no país. Perante a objetiva de Daniel Bacci, a jovem posou com a coroa, mas amordaçada e com uma lágrima no rosto sujo a simular sangue.

A Miss Universo não foi a única a participar na campanha contra Nicolás Maduro, mas as suas fotografias foram, sem dúvida, aquelas que tiveram mais impacto em todo o mundo. Uma reação que deixou surpreendido o próprio fotógrafo, como afirmou ao «El Nacional», um jornal venezuelano, que a revista «Veja» cita.