Jason Padgett «agradece» a tareia que levou à saída de um bar e que fez dele um génio da matemática. Não é ficção, mas este homem é uma mente brilhante.

Em 2002, à saída de um bar de karaoke, Jason Padgett foi atacado e ficou gravemente ferido. O vendedor de mobílias de Tacoma, em Washington, nos Estados Unidos, ficou com um traumatismo craniano, uma hemorragia num rim e sofreu de stresse pós-traumático, mas, atrevemo-nos a dizer que neste caso quase que há males que vêm por bem.

Sem ambições académicas, o jovem Jason tornou-se num génio da geometria e da matemática. Capaz de decifrar equações matemáticas complexas, a explicação para esta alteração chega dos médicos. Aparentemente, é como se a pancada tivesse «aberto» uma parte do cérebro e, a partir daí, é como se tudo tivesse uma estrutura matemática, consequência de uma síndrome de que passou a sofrer após a contusão.

«Vejo formas e ângulos em todo o sítio na vida real», como conta o «Huffington Post».

Do rapaz que confessou ter «copiado» nos testes, para o estudioso de primeira água. Jason Padgett escreveu agora as suas memórias. Um caso raro, mas de sucesso.