Os protestos em Kiev começaram há dois meses, depois da decisão do governo ucraniano de abandonar o acordo de cooperação com a União Europeia, para melhorar os laços com Moscovo.

A violência dos confrontos entre polícia e manifestantes tem vindo a aumentar, e na passada quarta-feira surgiram as primeiras vítimas mortais. Nesse mesmo dia, chegou a cinco, o número de manifestantes que perderam a vida nos protestos na capital ucraniana.



Navegue na «timeline» e conheça os momentos que despoletaram a violenta agitação social.