Quem é, afinal, Edward Snowden? A NBC tem uma entrevista exclusiva com o homem que revelou os segredos dos Estados Unidos e se encontra exilado na Rússia.

A entrevista vai para o ar esta quarta-feira, mas, um pequeno excerto da conversa de uma hora entre Snowden e o jornalista Brian Williams, para o programa «Nightly News».

Os Estados Unidos sempre desvalorizaram a figura de Snowden, dando-lhe um papel de técnico nos serviços secretos, revelou ao canal americano que era, afinal, um «James Bond» à americana, um espião altamente treinado.

«Eu fui treinado como espião no verdadeiro sentido da palavra, trabalhando à paisana e escondendo o meu verdadeiro trabalho e até identidade», confessou, explicando que a atitude da administração Obama, desvalorizando as suas funções, serve para retirar importância às suas revelações, e que, na verdade, Edward Snowden «foi um agente secreto a trabalhar para a CIA, à paisana».

Confrontado com estas declarações, um alto dirigente da NSA, os serviços secretos dos Estados Unidos para que Snowden trabalhava e que saiu para revelar que altas figuras mundiais, desde chefe de Estados, foram espiados pelos serviços secretos americanos. Telefonemas, emails e contas das redes sociais, tudo terá sido alegadamente vasculhado, assim trabalham os espiões do século XXI.

Desde que deu a entrevista ao jornal «The Guardian» britânico que Edward Snowden é persona non grata pelos Estados Unidos, sem passaporte americano e exilado na Rússia. Acusado de espionagem e de revelar informação classificada de segurança nacional, Snowden tem sido um embaraço para Barack Obama, obrigado a justificar-se perante líderes mundiais que não aceitaram as escutas de bom grado, mesmo que em nome da luta contra o terrorismo.