Uma coligação de grupos civis norte-americanos vai, esta quinta-feira, sair à rua em Washington em defesa do ex-técnico da CIA Edward Snowden, reclamado pelos Estados Unidos, e para exigir o fim da espionagem «ilegal» dentro e fora do país.

Em comunicado, a coligação explica que o objetivo dos protestos é «agradecer» aos países da América Latina que ofereceram asilo político a Snowden e exigir que a Agência de Segurança Nacional dos EUA termine com a «espionagem ilegal» contra norte-americanos e estrangeiros.

«Vamos homenagear os três países latino-americanos por se terem negado a ser intimidados pelos Estados Unidos», refere Media Benjamin, um ativista do movimento CODEPINK, defensor da justiça social, que integra a organização do protesto.