Uma mulher que sofreu mais de 200 fraturas ósseas na vida, por ter uma doença rara, conseguiu realizar o sonho de ser mãe. Marie-Ann Andrews, da cidade britânica de Milton Keynes, tem uma doença conhecida como «doença do osso de vidro» ou osteogénese imperfeita.

De acordo com a BBC, a osteogénese imperfeita impediu que Marie-Ann Andrews crescesse mais do que 1,2 metros, já que os ossos estavam sempre a fraturar. O irmão mais novo sofria da mesma doença e morreu aos nove anos, após uma queda acidental.

Marie-Ann Andrews contou à BBC que, quando era adolescente, decidiu que pararia de sentir pena de si mesma e escreveu uma lista de metas. Com o tempo, ela conseguiu atingir todas as metas que definiu: inclusive a de ser mãe.

«Eu podia desistir de tudo, ou tentar fazer o melhor que posso com o corpo que tenho. É como eu encaro as coisas», afirma.

«Quando eu era criança, eu tinha a mesma aparência das demais. Foi apenas quando comecei a crescer mais rapidamente que os ossos começaram a fraturar, fiquei mais deformada, e com uma aparência diferente», acrescenta.

Havia 50 por cento de hipóteses de o filho, Mark, herdar a doença da mãe, mas a criança de dez meses ainda não apresentou nenhum sintoma. O marido de Marie-Ann Andrews não tem a doença.

«Com dez meses, ele já consegue erguer o corpo sozinho. Eu não consigo levantá-lo sozinha, e acho que ele sabe disso. Ele sabe que há coisas que a mãe dele não consegue fazer», explica.