A escritora espanhola Ana Maria Matute, que foi Prémio Cervantes de literatura, morreu esta quarta-feira em Barcelona aos 88 anos, informou a sua editora.

Ana Maria Matute, que estava atualmente a trabalhar numa nova obra, nasceu em Barcelona a 26 de julho de 1925 e em 2010 foi galardoada com o Prémio Cervantes, o reconhecimento mais importante das letras em Espanha, atribuído pelo Ministério da Cultura.

Matute, considerada uma das autoras de prosa com maior capacidade de fabulação, foi também Prémio Nacional das Letras.

Terceira mulher a conseguir o Cervantes, por uma obra extensa, com um mundo e linguagem muito próprios, Ana Maria Matute fez da literatura a sua forma de estar no mundo.