Onde está Fatima? A pergunta é feita pelos pais da jovem, que não se conformam, não se convencem, com a morte da filha. Por isso, Jerzy Dyczynski e Angela Rudhart-Dyczynski viajaram de Perth, na Austrália, para Kiev, na Ucrânia, e daí para o leste daquele país para procurar Fatima, ignorando todos os apelos e avisos das autoridades que pediram às famílias que não se deslocassem à região de Donetsk onde o avião caiu, que vive um clima de tensão entre pró-separatistas que defendem a anexação à Rússia e as forças ucranianas.

Onde está Fatima? Dados oficiais revelam que não houve sobreviventes da queda do avião MH17 da Malaysia Airlines, com 298 pessoas abordo e que se despenhou na Ucrânia em condições que estão ainda a ser investigadas, após partir de Amesterdão na Holanda, com destino a Kuala Lumpur.

Onde está Fatima? Australiana, 25 anos, seguia a bordo do avião que se suspeita ter sido abatido por um míssil, numa troca de acusações entre Rússia, Ucrânia e críticas da comunidade internacional. As vítimas eram na sua maioria holandesas. Os corpos estão há dois dias a chegar a conta-gotas ao aeroporto de Eindhoven, na Holanda. Havia 37 australianos no aparelho.

Dados oficiais, fontes oficiais, avisos oficiais. Nada interessa a este casal. Uma «voz interior» disse-lhes que a filha está viva e é com essa convicção e as provas de que os telemóveis das vítimas continuam a tocar, que acreditam que a filha está viva, algures, no meio de arbustos, onde estão dispostos a procurarem. O assento pode ter amortecido a queda, o frio o impacto da explosão, como explicam ao «The Telegraph».

Levam esperança na bagagem e envergam t-shirts que dizem «Fatima, we love you» (Fatima, és o nosso amor). Um amor para sempre, aconteça o que acontecer, independente daquilo que encontrarem e daquilo em que acreditarem.

Onde está Fatima? Fatima, mulher, 25 anos. Fatima, a menina dos olhos Jerzy e Angela. Fatima com um sonho de criança para o qual estudava: ser astronauta.