O diário venezuelano El Universal, um dos mais importantes no país, reduziu hoje em 30%, para 16, o número de páginas devido à crise de falta de papel que obriga a publicação a suspender edições já este mês.

Uma nota do jornal salienta, na primeira página, que o papel existente permite apenas publicações «até 15 a 18 de maio», sendo, por isso, suspensa a publicação depois de 105 anos de história na Venezuela.

O estado de emergência da imprensa Venezuelana por falta de papel afeta mais de duas dezenas de jornais do país.

Padarias encerradas no leste de Caracas

Várias padarias na localidade venezuelana de Caripe, a leste de Caracas, voltam a estar hoje fechadas devido à escassez de farinha de trigo para produzir pão, revelou a imprensa da região.

Segundo as rádios locais, ao longo da tarde de quinta-feira um pequeno número de padarias permanecia aberto, mas com longas filas de clientes à espera de poderem comprar pão, numa localidade que é muito conhecida por ser montanhosa e registar um alto consumo de trigo para a produção artesanal com fins turísticos.

Além das dificuldades para conseguir farinha de trigo os padeiros da localidade queixam-se de que a escassa matéria- prima que conseguem comprar tem um preço mais elevado em 370% ao estipulado pelas autoridades.