Uma fonte do Governo israelita informou este sábado que Israel aceita um prolongamento do cessar-fogo durante mais quatro horas. As tréguas humanitárias em Gaza entre Israel e o Hamas devem assim durar até à meia-noite, hora local, (22:00 em Lisboa), segundo noticia a Reuters.

Antes já Israel tinha feito saber que que estava inclinada em aceitar o prolongamento das tréguas solicitado pela diplomacia reunida em Paris, adiantou uma fonte do governo israelita citada pela agência Reuters.

«No que a Israel diz respeito não há nenhuma razão para impedir que a população de Gaza se abasteça de mantimentos, desde que os militares possam continuar o seu trabalho nos túneis. A nossa guerra não é contra a população», disse o oficial que recusou ser nomeado.



Os israelitas acordaram no cessar-fogo com a condição de poderem continuar as buscas nos túneis usados pelas milícias. O grupo armado Hamas concordou com as tréguas, mas ainda não comentou o prolongamento.

O cessar-fogo deste sábado permitiu recuperar mais corpos de vítimas dos conflitos dos últimos dias, que estavam ainda inacessíveis debaixo dos escombros. Segundo as últimas informações das unidades médicas no local, o número de mortos palestinianos na sequência dos 19 dias de conflito ultrapassou já os mil. Também Ashraf Al-Qidra, porta-voz do ministro da Saúde, em Gaza, veio confirmar que foram recuperados dos escombros mais de 100 corpos este sábado. A última contabilização oficial de vítimas mortais apontava já para mais de 900.